19 de setembro de 2016

Amizade com rapazes cristãos


Que grande dádiva recebemos do Criador: a amizade! A solidão foi a primeira coisa que Ele viu que não era boa para a sua criatura amada, e sabemos que ninguém existe para viver sozinho. Todos somos seres sociais, relacionais, todos precisamos de amigos. E ainda mais nós mulheres: temos uma intrínseca necessidade de nos associarmos com os nossos semelhantes; dentro de nós, há um instinto relacional, um anseio por relacionamentos.

Nessa perspectiva, existe algo que pode nos trazer dúvidas, capaz de perturbar nossa tranquilidade em relação às ações e posicionamentos devidos, no que se refere à amizade com pessoas do sexo oposto. Pensamos: "Será que estou certa em manter amizade com algum rapaz, sem desagradar a Deus?”, "Deveria eu recuar, me ocultar ou fugir disso?”, "O que eu faço?”

O apóstolo Paulo, em sua carta direcionada a Tito, o instruiu quanto às mulheres mais velhas, dizendo que elas deveriam ser exemplo, e que ensinasse às mulheres mais novas a serem aquilo que Deus queria que elas fossem. Dentre as coisas que as mulheres mais novas necessitavam aprender, está o "serem sensatas” (Tt 2:3-5). A sensatez é necessária tanto à casada, como à solteira, em todo o seu procedimento, e inclusive, deve estar presente nos nossos laços de amizade.

Podemos sim ter amizades com homens. Não é pecado, nem nos diminui em nada, pelo contrário, boas amizades desse tipo têm muito a nos acrescentar. A chave de tudo está na palavrinha frisada acima, “sensatez”. Muitas garotas agem movidas apenas pelos sentimentos, e correm grande perigo, porque quando emoções aguçam, a razão desvanece. Não podemos ser conduzidas pelo nosso coração, pois se existe algo mais enganoso, e mais corrupto, é ele (Jr 17:9); antes, devemos ser conduzidas pela sensatez.

Como ser sensata em minhas relações de amizade com homens? Primeiramente, depende muito de nossa própria ótica, de como vemos as coisas. Se costumamos ver homens como pretendentes em potencial, ao invés de amigos, corremos vários riscos em amizades com eles. Como mulheres cristãs, precisamos vê-los como um irmão em Cristo, como pertencente à mesma família da fé, como alguém que está trilhando o caminho da santidade e que vai morar conosco no céu. Quando o apóstolo Paulo orientou o jovem pastor Timóteo em suas relações com as mulheres da Igreja, ele disse que tratasse as mais velhas como mães, e as mais novas como irmãs, “com toda a pureza” (I Tm 5:2). Esse mesmo conselho serve para nós. Que peçamos ao Senhor para que Ele nos ajude a mantermos nossas intenções puras, em toda ocasião. Romanos 12:10 diz “Amem uns aos outros com carinho de irmãos em Cristo.”

 Outra observação muito importante está em respeitarmos os limites da amizade. Não é porque alguém é meu amigo que posso desenvolver qualquer ato, palavra ou expressão. Homens assim como mulheres, precisam ser respeitados e, os limites da amizade, observados. Tanto nós como eles devemos respeitar esses limites, porque precisa existir equilíbrio na intimidade entre amigos do sexo oposto. Principalmente, nós mulheres, num mundo de desvalorização, cabe a nós resgatarmos o nosso valor, nos valorizarmos diante dos outros, e estarmos atentas caso exista algum ultrapasse de limites, a fim de recuarmos e nos voltarmos àquilo que nos compete ser, e agradarmos a Deus.

Leslie Ludy diz algo que acho muito interessante:

“Não é mais espiritual agir com timidez e insegurança em uma conversa com um cara. Você pode ser simpática, extrovertida e confiante com qualquer cara que você se encontra. A chave é falar e interagir com eles de forma que honre a Deus.”

Que ao invés de despertar intimidade ilícita, que sejam despertados anelos pelo Senhor e pela Sua Palavra, que ao invés de termos o enfoque das atenções, que as direcionemos todas ao Único que é digno de ser glorificado em nossas amizades.

Acima de tudo, que a nossa satisfação não provenha de nenhum outro relacionamento, além do que temos com Deus. Somente nEle está a plena satisfação que tanto carecemos, porque somente Ele pode arcar com as nossas carências de maneira cabal, e nos fazer repletas, transbordantes em Seu glorioso ser!

Por outro lado, podemos ser compelidas a desenvolvermos amizades com rapazes com o medo de ficarmos sozinhas e de não encontrarmos um parceiro. Não fique preocupada em encontrar a pessoa certa, em ser notada ou agraciada por algum rapaz, caso sejas solteira, mas invista em ser a pessoa certa para o alguém que Deus trará no Seu devido tempo até você. Não ceda à pressão imposta pelas pessoas de que se está sozinha. E se pressões vierem sobre determinada amizade que tem com alguém do sexo oposto, evite-as e deixe bem claro as suas intenções. As pessoas são especialistas em querer formar casais, mas confie na soberania de Deus: Ele é expert em histórias de amor!

Se preocupe com a sua pureza e sua santidade. Ore por isso, para que seja pura em seu proceder, mesmo que tenha que ir contra todo o resto que não segue os princípios bíblicos. Jesus nos chama realmente a sermos contraculturais em muitos aspectos do mundo. Nosso padrão está na vontade dEle, e a Sua vontade é que sejamos sensatas em todo nosso viver, sensatas em nossas amizades.

Encerro com uma citação de Joshua Harris¹:

“Não importa o quanto alguma coisa é benéfica ou inocente, quando exigimos demais dela, podemos causar danos a nós mesmos e aos outros. Salomão passou este princípio usando a analogia da comida: “Não coma mel demais, porque você pode vomitar.” (Pv 25:16) Não é porque algo seja bom que devemos devorá-lo. Assim como uma dieta saudável, as amizades saudáveis requerem auto-controle e moderação.”



Thayse Fernandes
____________________
¹HARRIS, Joshua. Eu disse adeus ao namoro. Editora Atos.

5 comentários:

  1. Sensatez, limite duas palavras que nos colocam a refletir sobre a aproximação com um homem, e nós mulheres somos sensíveis, todo cuidado para não interpretar errado o cortejo de um homem. Eu já passei por uma situação de me apegar tanto a um amigo que o medo de estragar a amizade foi tanta, que disse a ele que não "namoraria um amigo", depois disso ele afastou-se e se envolveu com outra moça. Não sei se fiz certo ou errado, muitos anos se passaram e hoje lendo esse contexto da amizade a importância de sermos honestos consigo e com Deus. A amizade hoje para mim é primordial no relacionamento, porque o melhor amigo por anos e uma vida vai ser o seu companheiro. Graças a Deus tenho no meu amor, companheiro meu amigo, meu parceiro, e o conceito de amizade além do casamento é diferente. Não podemos externar tudo para qualquer pessoa que nos dê a sua confiança, aos poucos vamos percebendo que o melhor amigo é Deus, é exclusivo o conceito de amigo à Ele que nunca vai usar nada contra nós, nunca vai nos decepcionar. Talvez alguma de minhas palavras possam assustar, digo por experiência. Nossa intimidade não deve ser exposta a ninguém. Todo cuidado ao falar das nossas fragilidades, nossos pontos fortes e fracos.
    Obrigada Thayse pela leitura edificante ! Graça e paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Eva!

      Eu que agradeço por suas palavras encorajadora.

      Um abraço.

      Excluir
  2. Muito edificante Thayse seu poster !texto lindo!! Que Deus te abencoe!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Patrícia!

      Que o Senhor Jesus te abençoe.

      Um abraço!

      Excluir
  3. E bem verdade Eva freitas!! Tem isso mesmo!!

    ResponderExcluir