30 de maio de 2016

Lidando com a espera


Uma das coisas mais difíceis de lidarmos nessa vida é justamente com a espera. Somos, por natureza, impacientes e não gostamos de esperar. A nossa era contribui muito para que essa inclinação seja desenvolvida em nós, pois vivemos a era do “instantâneo”, com mensagens a jato, informações relâmpago, e todo um arranjo sofisticado visando a praticidade, pois algo que não podemos fazer, de modo algum, é perder tempo.

Quem sente prazer em estar na fila de um banco, em enfrentar um engarrafamento de carro, ou em ter que esperar até a próxima semana para receber uma resposta? Como preferiríamos que não fosse assim, e que tudo acontecesse na hora em que desejamos, porque nos parece que o mais importa é o final das coisas e não o percurso até obtê-las! Toda essa pressa reflete em uma das áreas que é significante em nossas vidas: a área amorosa. É nessa área que nos deteremos um pouco no presente texto.

Muitas jovens solteiras veem o tempo de solteirice como um tempo indesejável, e a ansiedade sempre bate às suas portas com pensamentos do tipo: “Quando vou encontrar o meu parceiro?”, “Será que vou realmente encontrá-lo?”, “E se isso não acontecer?”. O temor de “ficar pra titia” juntamente com a pressão dos outros, por estarmos ainda solteiras, pode nos levar a tomarmos decisões precipitadas, e a iniciarmos relacionamentos somente para não ficarmos sozinhas, e para sermos felizes com um alguém. Todavia, a grande probabilidade que uma situação como essa pode resultar são: corações feridos e expectativas frustradas, e a felicidade que tanto buscávamos se torna então a nossa infelicidade.

Tudo tem o seu tempo determinado e em algumas situações Deus quer que esperemos, visando os Seus sábios propósitos em nossas vidas. Toda vez que decidimos agir por conta própria, ao invés de esperarmos nEle, é como se Lhe disséssemos: “Eu sei o que é melhor pra mim, não o Senhor”. Geralmente é o medo de que as coisas não aconteçam do jeito que queremos que nos impulsiona a isso, mas não nos damos conta de que dessa forma estamos insultando ao nosso Deus, que é Soberano.

O fato de Deus ser Soberano significa que Ele não está sujeito a nada nem a ninguém. Ao contrário, tudo e todos estão sujeitos a Ele mesmo, o controle da História e das nossas vidas está em Suas mãos. 

Há um hino cristão que particularmente aprecio bastante, e um trecho dele diz o seguinte:

“As Tuas mãos dirigem meu destino,
Acasos para mim não haverá
O grande Pai vigia o meu caminho
E sem motivo não me afligirá!”¹

É muito confortante nos lembrarmos da soberania de Deus, sobretudo quando a ansiedade sobre a nossa vida amorosa nos arremata, porque temos a certeza de que não estamos vivendo ao acaso, mas que Ele controla o nosso destino. Tudo o que precisamos fazer é confiar nEle, sabendo que somente a Sua vontade é “boa, perfeita e agradável” (Rm 12:2), e mesmo que não entendamos o que nos acontece, tudo - de alguma forma - está convergindo para a Sua glória e para a nossa alegria. Há uma citação de Kevin DeYoung que me chama muito a atenção:

“Caminhamos em direção ao futuro com uma confiança que glorifica a Deus, não porque saibamos como será o porvir, mas porque Deus o sabe. Isso é tudo o que precisamos saber.”

Quanto ao nosso tempo de solteiras, este não deve ser encarado como uma prisão, mas como um tempo muito útil, se o aproveitarmos bem. Ao invés de vivermos amarguradas e ansiosas por não encontrarmos o amor de nossas vidas, que primeiramente nos dediquemos a Deus por inteiro - é somente nEle que encontramos a nossa satisfação, seja na solteirice ou no casamento. Não casamos para ser felizes, e se casarmos com essa intenção nos decepcionaremos, porque somente Deus pode nos dar a felicidade que precisamos.

Não desperdice esse período tão precioso, mas invista nele, se preparando para ser a mulher de Deus que seu futuro marido precisará. Que o seu sentimento ao olhar pra trás quando casada não seja a tristeza de ver quanto tempo perdeu simplesmente por não suportar a espera, mas de regozijo por ter aproveitado esse tempo no temor a Deus, se esforçando para ser a mulher virtuosa que Ele deseja que sejas. É isso o que mais chamará a atenção de um homem de Deus, porém, se você vive flertando com meninos para conseguir relacionamentos, eles se manterão longe de você. Como afirmam Charo e Paul Washer²:

“Você não deveria estar procurando pelo homem de sua escolha, mas deveria estar esperando pelo homem da escolha de Deus.”

Permita que Ele o traga até você no tempo certo, e para isso, espere! Não porque buscamos o homem perfeito dos nossos sonhos – ele não existe. E ainda se existisse, não iria querer casar com a pessoa imperfeita que somos. Mas encerro com as palavras de Simone Quaresma³:

“Não se desesperem, não casem com o primeiro que aparecer, não baixem o padrão, não abandonem os princípios bíblicos! Você pode ter a alegria momentânea de se casar ainda este ano, mas talvez sofra as consequências de uma escolha mal feita até o último de seus dias! O padrão para a escolha de um marido continua sendo a Palavra, o que Deus requer de um homem, não a sua idade ou a sua pressa ou a cobrança dos que estão ao seu redor! Espera no Senhor!”

Thayse Fernandes

¹ Hino 351: Direção divina.
 ² A mulher de Deus (Tornando-se Ester), de Charo e Paul Washer. Disponível em pdf no link: voltemosaoevangelho.com/blog/2009/06/charo-e-paul-washer-a-mulher-de-deus-tornado-se-ester.
³ Trecho retirado do link: www.mulherespiedosas.com.br/mp-responde-solteira-aos-33

13 comentários:

  1. Amém, estou vivendo essa fase da minha vida. Que Jesus nos encoraje a seguir no perfeito caminho!

    ResponderExcluir
  2. Vou ler com uma amiga e depois veio aqui contar como foi a nossa experiência.

    ResponderExcluir
  3. Texto maravilhoso!!E bem assim mesmo!!obrigada!!vcs Sao bencaos !!que Deus abencoe voces!!👏👏👆🙏

    ResponderExcluir
  4. Amo seus textos, sempre muito edificantes. Deus te abençoe!!

    ResponderExcluir
  5. Texto muito edificante. Falou muito ao meu coração!

    ResponderExcluir
  6. Olá Thayse! Gostei muito do seu texto, Glória a Deus pela sua soberania e cuidado com as nossas vidas.

    Bjim
    http://cafeebonslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kelly!

      Obrigada! Deus te abençoe.

      Um abraço!

      Excluir

Poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...